O longa documentário Cidade Cinza, dos diretores Marcelo Mesquita e Guilherme Valiengo, questiona a política pública de São Paulo, que vê o grafite das ruas não como arte mas como uma mera pichação sem valor. Logo no começo do trailer, a dupla de artistas Otávio e Gustavo Pandolfo, que utilizam o pseudônimo de OsGêmeos, questionam a cidade como um espaço cinza, sem vida, sem cor. Muros são construídos, os espaços verdes vão diminuindo cada vez mais e o grafite é uma forma de dar cor à cidade sem vida e levar um pouco de diversão e reflexão para quem mora na cidade.

Um ponto que documentário discute é como o grafite brasileiro, principalmente de SP, é bem visto no exterior, com artistas sem convidados para pintar imensos painéis que se misturam a paisagem urbana. Quem viaja ou já viajou para exterior sabe que a arte tem um frescor maior como na Argentina ou em Nova York, por exemplo. É bem triste ver grafites tão bem feitos, sendo apagados sem o mínimo de pena.

O que podemos concluir também que o Brasil tem uma síndrome de patinho feio, não valoriza nada no país até que o outro país valorize. Depois ele abre os olhos e reverencia.

Participação dos artistas OsGêmeos, Nunca, Nina, Finok, Zefix e Ise, e trilha sonora composta por Criolo e Daniel Ganjaman.

grafite1

grafite2

grafite3

Quer assistir? Você pode baixar no ITunes, basta clicar aqui.

VEJA O TRAILER